sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Garota Infernal - Part. 5

Parecia sangue, mas muito mais escuro. Esse líquido se espalhou por aquela parte da cozinha e chegou a sujar Amanda, que logo levantou assustada. O líquido parecia vivo, se mexia como se tivesse bichos nele, mas logo parou. Selena apenas gargalhou, muito. Amanda foi até ela, e pegou em sua mão.

Amanda: Selena... Selena... Selena!

Selena ficara calada, ainda sorrindo. Amanda correu até a cômoda onde deixara seu celular, discou rapidamente o número de Justin, mas logo Selena apareceu por trás, jogou o celular no chão e a encostou na parede. Selena foi até seu ouvido, deixando Amanda mais apavorada ainda. Tocou-a.

Selena: Está assustada? – falou sorrindo –

Amanda fez sinal de positividade com a cabeça. Selena beijou o pescoço de Amanda e a jogou fortemente na parede, fazendo com que Amanda deslizasse sobre a parede. Selena andou para trás e saiu pela porta.

Amanda: Selena! – chamou –

Amanda não ouviu mais nada. Enquanto isso detetives e policiais investigavam e vasculhavam o Melody Lane, ou melhor, o que restou dele.

No dia seguinte...

Karley: Ouvi dizer que a Amanda e a Selena estavam lá e que tiveram que abrir o caminho com um facão. – Disse para sua amiga Karen.

Karen: Olha só, ela nem se meche. – Karen respondeu e as duas direcionaram seus olhos a Amanda.

Karley: Isso é só estresse pós-traumático. O meu pai fez parte do Exército Militar e ele ficou meses sem falar uma única palavra. – Karley disse.

Amanda parecia realmente traumatizada. A garota estava pálida e olhava para o “nada” em seu caderno, enquanto lembrava-se de quando ela e Selena ainda tinham seus doces sete anos.

Flashback.

Amanda e Selena brincavam livremente com suas bonecas em um parque. As garotas encontravam-se sentadas na areia, cada uma com uma boneca na mão.

Selena: Eu vou ser a Bethy, a rainha do baile de formatura. – A boneca de Selena “falou”.

Amanda: Por que eu tenho que ser a Ashley feia? – Perguntou, soltando sua boneca na areia.

Selena: Aí! – A garota soou com um tom de quem tinha se machucado.

Amanda: O que foi Selena? – Ela perguntou preocupada. Selena estendeu a mão para sua amiga e tinha um pequeno objeto cortante nele. Amanda retirou o tipo de ferro e jogou-o no chão, observando o pouco sangue que saía da mão de sua amiga. Amanda abaixou sua cabeça até a mão de Selena e chupou o sangue da garota. A mão de Selena parou de sangrar um pouco.

Selena: Não conta para a minha mãe, senão ela vai querer que eu tome uma injeção.

Amanda: Eu nunca vou te trair. – Amanda disse sorrindo docemente.

Flashback off.

Amanda saiu de seu “transe” e levou um susto quando ouviu a voz de sua amiga.

Selena: Onde é que você estava? – Perguntou.

Amanda espantou-se. Ontem mesmo sua amiga estava parecendo um monstro, e agora estava ali, linda como sempre.

Amanda: Você está legal?

Selena: Estou! Por que não estaria? – Revirou os olhos.

Amanda: Porque ontem à noite lá em casa, você... – Selena a interrompeu.

Selena: Você tem uma tendência a exagerar, lembra quando a gente foi no acampamento de bandeirantes e você achou que tinha um terremoto, mas eram só uns caras com o som alto? – Disse e gargalhou, sentando-se ao lado da amiga.

Amanda: Pessoas morreram Selena, está em todos os noticiários! – Disse, tentando chamar a atenção de Selena, que conseqüentemente não estava “dando à mínima” enquanto passava seu gloss. – Noticiários nacionais! – Completou. Selena espalhou o gloss. e olhou para sua amiga.

Selena: Alguém que conhecíamos? – Perguntou friamente. Amanda olhou-a ainda sem acreditar no que acabara de ouvir.

Amanda: Conhecíamos todos! – Exclamou.

Selena: Azar o deles então não é. – Disse, enquanto guardava o gloss em sua bolsa. Amanda arregalou os olhos, perguntando-se o porquê de sua amiga estar tão fria.

Amanda: O que é que você tem? – Exclamou.

Selena: O que é que você tem? – Perguntou dando ênfase no “você”. – Além dessa sua cara de sem graça. – Completou. Amanda suspirou e voltou seu olhar para o caderno. Selena revirou os olhos e olhou para frente.

Pensamento da Amanda ON.

Eu sabia que era real. Porque eu passei a noite toda acordada esfregando o cheiro de morte do chão.

Pensamento da Amanda OFF.

Amanda: Droga. – Disse quase em um sussurro.

Selena: Quer parar de falar sozinha? É um dos seus comportamentos mais esquisitos. É por isso que todo mundo pensa que a gente é sapata.

OBS: “Sapata” é uma palavra totalmente informal usada para expressar o termo “Bissexual”.
Eu não tenho NADA contra mulheres que sejam bissexuais, o caso é que no filme que dá origem à história esse é o termo usado.

4 comentários:

  1. Meu deus que PERFEEEITO
    CONTINUA eu to AMANDO

    ResponderExcluir
  2. continua logooooooooooo
    By: Jéh
    beijos

    ResponderExcluir
  3. TA perfeito d+!
    Continuaa' logo ok?!
    To seguindo!!
    Visita meu blog?
    http://justinb-forever-and-always.blogspot.com.br/
    Bjs
    Biia

    ResponderExcluir

Que tal um comentário?